outubro 12, 2017

 Você já ouviu falar em BLW? É uma técnica de Introdução alimentar um pouco diferente das tradicionais papinhas. Uma forma de introdução alimentar alternativa para o seu bebê. 

 BLW vem do termo em inglês Baby-Led Weaning que traduzido para o português significa "o desmame que o bebê lidera". 

Este termo foi criado por uma consultora em saúde britânica chamada Gill Rapley, que escreveu um livro sobre isso em 2008. Aqui no Brasil este método ficou mais conhecido recentemente, porém em outros países já é conhecido e praticado por mamães bebês a mais tempo. 

Na técnica BLW o bebê conduz a sua introdução alimentar, ai você deve estar se perguntando: como um bebê pode conduzir sua própria alimentação? Como ele vai decidir o que comer? Não se preocupe, não é tão complicado assim! 

bebe rindo 

 

Nós (adultos, mamãe, papai, vovó, etc...) escolhemos o que o bebê irá ingerir, porém é ele que toma conta, posse do processo e escolhe dentre os alimentos pré determinados para a refeição. Então a partir dos 6 meses onde ele pode iniciar a alimentação sólida, ele vai ingerir alimentos sólidos mesmo e não as famosas papinhas feitas dos mesmos alimentos. 

São dados pedaços, cortados de forma que a criança possa segurar e comer sozinha.  

A ideia desta técnica é de dar uma grande autonomia para a criança pois é ela que irá pegar, segurar o alimento e, escolher dentre as porções que estão a sua frente, além disso outras duas coisas fazem parte dessa cultura do BLW, a criança irá sentar-se à mesa e comer no mesmo momento que a sua família, e não antes, no cadeirão, como costumeiramente acontece. Pode até sentar-se no cadeirão, mas que seja na mesa junto com a sua família. E ela vai comer alimentos que a sua família está comendo, se tem cenoura na refeição ela come cenoura, se tem batata ela come batata, e assim por diante. Obviamente existem alimentos restritos nesta faixa etária, porém, dos alimentos que o bebê pode comer, sempre se alimentará de acordo com os alimentos da família naquela refeição. A introdução alimentar já acontece adaptando a criança a uma rotina de horário, local de refeição, e tipo de alimento que irá ingerir. 

 
 bebê sujo

Outra característica bem marcante do BLW é que a criança escolhe o que vai comer e o quanto irá comer. Quando a gente faz uma papinha para a criança ela não tem opção, ela vai comer aquilo que está ali amassado com o garfo, tudo misturado e não consegue sentir o gosto dos alimentos separados. No BLW é diferente, ela escolhe o que ela quer pois podemos colocar vários alimentos separados no pratinho  Happy Matt da EzPZ , que é um pratinho todo em silicone, lavável que auxilia na introdução alimentar e educação voltada a esta técnica. 

 
 

  • E porque o BLW é a escolha de introdução alimentar de muitas pessoas? Quais os pontos positivos desta técnica? 

 

  1. Muitos especialistas dizem que um dos pontos mais positivos é que a criança tende a aceitar melhor os alimentos, como ela já conhece eles em sua textura e sabor corretos ela se acostuma mais rápido aos alimentos e isso no longo prazo faz com que ela consuma mais esses alimentos. 
     

  1. Outro ponto positivo é que se trata de uma experiência sensorial, onde a criança não está só se alimentando, ela está desenvolvendo a visão pois ela observa os alimentos em suas formas e cores, ela está desenvolvendo o tato ao sentir a textura dos alimentos, a coordenação motora fina ao pegar, derrubar e pegar novamente. 
     

  1. Outra vantagem é a que a criança aproveita melhor a fibra alimentar, diferente da alimentação triturada. 
     

  1. Estimula a autonomia desde cedo, ela escolhe, ela pega, ela leva a boca, ela conduz o processo. 
     

  1. Além das vantagens que já listamos, ela também, indiretamente, desenvolve habilidades sociais, por estar dividindo a refeição junto com adultos. 
     

  1. O British Medical Journal publicou uma matéria sobre um estudo que constatou que crianças que se alimentam através da técnica BLW, tem uma tendência muito menor a Obesidade. Pois como as crianças conduzem o processo elas conseguem desde cedo saber quando estão saciadas o que não ocorre necessariamente na alimentação através da papinha que é dada a ela, pois ela vai comendo mas já está saciada e não consegue medir o apetite e a saciedade, o que no longo prazo evita que as crianças se tornem adultos obesos.  
     

>>> BLW na prática. 

 

O ideal é que a criança seja colocada a mesa (no cadeirão ou cadeira que se adapte à mesa), que a frente dela sejam colocados os alimentos, podendo utilizar o pratinho de silicone Sorriso do outlet das mamães  que foi desenvolvido especialmente para ajudar nesse processo, feito de silicone lavável, aderente, evitando que a criança se machuque, evitando riscos a superfície onde estiver. Além do prato não se deve colocar nenhum outro utensílio para que a atenção da criança esteja focada no alimento, para que ela queria pegar o alimento. 

 

É legal que outros adultos estejam presentes, outras crianças estejam presentes, pois o bebê vê os outros comendo e vai querer comer também.  

 

Os alimentos que você oferece no BLW, são alimentos que a criança vai ter facilidade em manusear e segurança ao ingerir, por exemplo:  

  • Brócolis cozido 

  • Cenoura cozida cortada em palitos 

  • Banana 

  • Batata cozida 

Enfim, alimentos macios onde a criança terá facilidade em provar, morder, mastigar e deglutir. 

Um ponto muito importante do BLW é que nele tende a ser uma alimentação EXTREMAMENTE saudável, não se faz BLW com alimento que não é saudável, bem como qualquer outra introdução alimentar. 

Para evitar estresse na hora de fazer a introdução alimentar, escolha um horário em que a criança não esteja cansada, irritada ou com sono, para que o aproveitamento seja melhor e que funcione realmente para a criança.  

Por fim, no BLW não se pode jamais apressar a criança para comer, deve ser no tempo dela, de mexer, brincar, olhar e sentir o alimento. Ela vai apertar, vai morder, vai cuspir então a paciência com a possível sujeira e bagunça deve ser primordial para que não atrapalhe a introdução alimentar. Até mais ou menos 8 ou 9 meses a criança vai se alimentar muito pouco no BLW pois ela vai muito mais brincar com a comida do que se alimentar efetivamente, após isso ela terá mais controle e se alimentará melhor pois estará mais acostumada e dominando melhor o processo. Mas nesse início não se assuste achando que a criança está comendo pouco, pois eles comem pouco mesmo, devido a habilidade motora ainda não tão desenvolvida ela demora mais para se alimentar melhor. Se você optou pelo BLW tenha em mente que o processo é lento mesmo e não há riscos para o seu bebê. 

Falando em riscos, muitas mamães têm medo da criança engasgar, mas aquele engasgo sério mesmo onde falta o ar e tudo o mais, os especialistas dizem que não, não há esse risco, pois, os pedaços que a criança ingere são pequenos, não capazes de obstruir a ponto de causar asfixia. O que costuma acontecer é que como a criança está aprendendo ocorre algo chamado Gag Reflex que seria um reflexo de engasgo, ela está mastigando  ela meio que engole e tosse, mas coloca o alimento para fora. Ela engasga um pouquinho, mas como é a criança que está conduzindo ela não consegue colocar grandes pedaços então engasgos pequenos assim são super naturais. Por isso a importância de não segurar o alimento na boca da criança, e sim deixa-la mastigar, cuspir e engolir no seu ritmo. 

 
 Vantages

Espero que este artigo tenha ajudado a você que deseja utilizar a técnica BLW na introdução alimentar do seu bebê e para maiores informações sobre o pratinho educativo prato Sorriso do outlet das mamães  CLIQUE AQUI! 


Deixe um comentário

Os comentários serão aprovados antes de serem exibidos.